Cakes da Cacá

31 de jan de 2007


Olha que absurdo! Eu fico indignada com uma notícia dessas.


Ontem recebi uma notícia bem chata. Houve um corte grande na empresa em que eu prestava serviço (fui relocada para outra há um ano) e muitos amigos meus receberam as contas. Inclusive uma amigona, que tem uma filhinha linda, que é amiguinha da minha filha. =[

Tô louca pra fazer uma viagem. No Carnaval não dá, receberei visita em casa, mas o feriado da Páscoa que me aguarde! =]

Eu tenho uma amiga neurótica, que morre de medo de engordar, que vive de comer mato BUT não larga a C*ca-C*la e agora, se encontra grávida (de 7 meses) e está arrancando os cabelos porque as calças não estão servindo mais. E o pior, fica repetindo: Ai, tô gorda!
Se quer ter um filho, meu bem, tem que se submeter a perder a barriga tanquinho, ora bolas.

Esse blog é um barato! Vá lá contar sua história tb! =]


Tô com umas idéias mirabolantes aqui na cachola. Preciso colocá-las em prática.

Na Cozinha - Bolo Truffado

30 de jan de 2007

A Cris me pediu a receita, então lá vai:

Vamos começar fazendo o Mousse de Chocolate, pois este precisa ficar na geladeira por umas 3 horas.
1º Recheio: Mousse de Chocolate Truffado
300g de chocolate ao leite
200g de chocolate meio amargo
2 colheres (sopa) de conhaque
250g de creme de leite
1 colher (sopa) de mel
2 claras em neve - não jogue as gemas fora, pois vamos utilizá-las para o outro recheio.

Derreta o chocolate em banho Maria ou no microondas. Quando estiver quase todo derretido, acrescente o conhaque, o mel e o creme de leite e mexa bastante até ficar um creme uniforme.
Fica um pouco ruim de mexer, mas é assim mesmo. =]
Acrescente as claras em neve e mexa delicadamente.
Leve à geladeira por 3 horas.

Agora vamos para o pão de ló.
Ingredientes:
6 ovos
200g de açúcar
100g de chocolate em pó peneirado
300g de farinha de trigo peneirada
1 colher(sopa) de fermento em pó.

Separe as claras das gemas. Bata as claras em neve e reserve.
Bata os outros ingredientes na batedeira, exceto o fermento, por cerca de 5 minutos.
Acrescente o fermento e mexa levemente. E por último, incorpore as claras em neve à massa, mexendo delicadamente. Coloque numa forma untada e enfarinhada. Eu usei uma redonda de 28cm de diâmetro.
Leve ao forno pré-aquecido à 180ºC, até que o centro do bolo esteja firme.
Retire do forno, espere 2 minutos e já o desenforme.
Eu o cortei com o auxílio de uma linha, em três camadas, pois fiz 2 recheios.

2º Recheio: Truffa Branca
1/2 lata de leite condensado
1/2 lata de leite
2 gemas
2 colheres (sopa) de conhaque
100g de chocolate branco
1 colher (sopa) de manteiga

Numa panela, coloque a manteiga para derreter, acrescente o leite condensado, o leite e as gemas. Mexa bem até que tudo se misture. Eu gosto de peneiras as gemas, acho que evita o gosto forte de ovo. =]
Quando estiver tomando consistência de creme, acrescente o conhaque e mexa bem.
Demora cerca de 5 minutos para que cozinhe e fique pronto.
Picar o chocolate branco em pedacinhos. Reserve-o, pois vamos colocá-lo por cima do creme quando formos rechear o bolo.

Agora vamos à montagem dessa gostosura:
Vamos precisar tb de um licor (tipo Amarula, Bailey's) ou vinho branco/champagne, ou conhaque mesmo para molharmos a massa do bolo.
Eu usei 1/2 xícara de licor com 1/2 xícara de leite, para não ficar muito forte.

Então, colocamos uma camada do bolo, molhamos com a bebida alcoólica de nossa preferência/disponibilidade, cobrimos com o mousse de chocolate.














Colocamos a segunda camada de bolo, molhamos tb com a bebida alcoólica, cobrimos com a truffa branca e salpicamos o chocolate branco por cima.













Cobrimos com a última parte do bolo, molhamos com a bebida alcoólica e o levamos para a geladeira.

Cobertura:
Eu fiz de brigadeiro, à pedido de minha amiga, já que o bolo foi feito para ela.
Mas eu prefiro fazer assim:
Derreta 300g de chocolate meio amargo e 100g de chocolate ao leite.
Acrescente 250g de creme de leite.
Cubra o bolo com esse creme.
Usei raspas de chocolate para confeitar e tb um creme de chocolate com avelã (Nutella) no bico de confeiteiro para fazer os arremates.
Fiz o bolo em 2 etapas. Um dia para fazer o bolo, recheios e recheá-lo. No outro dia de manhã para cobri-lo e confeitá-lo.

Pra quem gosta de ficar horas na cozinha, eis a receita da gostosura! Vale a pena, podes crer!

Weekend Cakes da Cacá

29 de jan de 2007

*** Sábado foi dia de rainha da mamãe aqui. Salão de beleza com direito a: fazer a mão, hidratação e escova nos cabeletes, massagem e limpeza de pele. Tô me sentindo outra pessoa! =]

*** A festa de níver tava boa. Gente legal, conversa legal. A filhota e o bolo foram o "must". Fiquei sissi (si sintindo, ho ho ho).














Falei para o marido que se algum(a) engraçadinho(a) ousasse perguntar onde eu encomendei o bolo, eu ía fazer voar longe! Humpf!

E aí, assanhou as lombrigas?
Se quiser a receita, peça aí nos comments tá. =]

*** Domingo foi dia de preguicite aguda! Delícia não fazer nada o dia todo, né não??

*** Adelaide, amei o nome para as minhas idéias aleatórias. Como prêmio, posso descolar uns Altoids, se vc me explicar/mandar foto/e-mail dizendo onde eu consigo encontrar tal iguaria. E tb o endereço do teu barraco. Tenho uns contatos lá na Zoropa que podem fazer esse servicinho pá nóis. =]

Amenidades da Cacá - Update: "Cakes da Cacá" by Adelaide

26 de jan de 2007

*** Urgente!!!
Lanço agora um Concurso para dar um Nome as minhas idéias aleatórias.
O Guga tem o Gaps, a Rose - o Rosas, a Lili - o Lips. E etecetera e tals.
Eu tb preciso de um nome! Mas acho que Cácas da Cacá vai dar nó para falar, entendem?
Participem aí, pliss.
Ainda não pensei no prêmio ao vencedor. Aceito sugestões tb. =]

Update: O nome escolhido foi "Cakes da Cacá". A grande vencedora foi a Gorducha Fofucha Magavilololosa e querida Adelaide. Thanks, fofa.

*** Ontem, lendo ela (post "Eu vi o Rei"), descobri essa menina. O post dela sobre o Roberto Carlos me fez lembrar da minha avó, que é fãzoca do Rei.
E ele cantando no Especial de Fim de Ano com o MC Leozinho é algo! Tá aqui ó . =]

*** Daí que eu fiz uma promessa bem nobre, que não posso contar agora, de não comer chocolate e sorvete, de nenhum tipo, ponto. Estou na luta já tem 2 meses, pelo menos.
Daí que uma amiga vira pra mim e me pede para fazer o bolo de aniversário dela. E me diz, em alto e bom som: QUERO DE CHOCOLATE!
Urghhhh, que ódio!! Faço o que com uma criatura dessas?
O mousse de chocolate para rechear o bolo já está gelando. Depois coloco fotos do Bolo Trufado! Humpf.

Gosto de infância

25 de jan de 2007

Li no Alma Zen sobre comidinhas de infância e me lembrei de várias guloseimas que adorava: o doce de abóbora de coração, a paçoquinha "rolha" que esfarelava toda quando colocavamos na boca, o pirocóptero, geléia de mocotó (aquela rosa e branca), pipoca Vanessa (aquela do saco cor de rosa), pirulito em formato de chupeta e mais umas tantas outras.
Me lembrei também das festinhas de criança, aquele monte de brigadeiro, de beijinho, olho de sogra, docinhos modelados feitos com Leite Ninho. Ai, quanta coisa boa.

Ontem, pra quebrar a dieta legal, fiz beijinhos, no maior clima nostálgico. Comi 2, sem peso na consciência. =] Os outros 28, mandei o marido dar fim.

Eis a prova do crime:

Desestressando

24 de jan de 2007

Eu nunca fui de sair dando patadas, de explodir por causa de coisas que não saiam do jeito que eu gostaria.
E eu sempre fui daquelas que querem abraçar a causa e dar conta do recado.
Pois bem, eu me ferrei legal no final do terceiro ano da facul, quando percebi que tinha reprovado numa matéria que não me permitia ir para o estágio no quarto ano, tudo porque resolvi dar mais atenção a um trabalho de grupo e não as provas individuais, sendo que as provas correspondiam à 80% da nota final. Tudo bem que eu só fiquei sabendo disso no último bimestre, quando não dava mais para salvar a lavoura, digamos assim. Putz, e agora?
Na época eu não tinha carro, mas a minha melhor amiga tinha.
Entramos no carro dela e fomos até um lugar onde estavam abrindo um bairro na cidade. Tinha uma ladeira incrível, uma delícia. Descemos em alta velocidade, com as janelas abertas, gritando, mas gritando com vontade.
Era como um grito de liberdade!
E com calma, fui falar com a professora, que me encaixou numa turma especial. E eu consegui fazer a matéria anual em três meses. E assim consegui me formar no tempo regular.
Depois disso, sempre que eu me encontrava em situação de estresse, eu ía lá na ladeira, com a minha amiga, para gritar!
Parece coisa de gente louca, mas que resolve, ah, resolve. Eu recomendo!!

Com o tempo eu fui aprendendo a lidar com esse tipo de estresse e parando de ir na ladeira pra gritar.
A gente vai se acostumando com as adversidades da vida, não é mesmo?
Veja o exemplo dela.
E vam'que vamo...

Na Cozinha - Torta de Queijo

23 de jan de 2007



Essa receita é facílima. Qualquer pessoa bem PP pode arriscar-se a fazê-la. =]







Você vai precisar de:
12 fatias de pão de forma sem casca.
1 pacote de creme de cebola
500ml de leite
200g de creme de leite
200g de requeijão cremoso
3 col. (sopa) de maionese
300g de mussarela ralada grossa
50g de queijo Roquefort ou Gorgonzola (ou outro queijo de sabor forte)
tempero verde: salsinha, cebolinha, manjericão.
sal a gosto

Coloque 400 ml de leite para ferver e dissolva o pacote de creme de cebola no restante do leite e leve ao fogo junto com o leite que está fervendo. Junte o queijo Roquefort ou Gorgonzola a essa mistura.
Quando estiver ficando com consistência de creme, retire do fogo. Acrescente o requeijão, a maionese, o creme de leite, os temperos e o sal.

Numa travessa grande, vamos montar as camadas: creme de queijo, pão de forma, creme de queijo, mussarela ralada, mais um pouquinho de creme de queijo, novamente pão de forma e assim vai. Finalizar com mussarela ralada.
O ideal é montar umas 3 camadas de pão.
Leve ao forno, preaquecido a 150ºC, por 20 minutos, ou até ficar douradinha.

Fica uma delícia!! Você pode fazer uma saladinha verde para acompanhar.

Super prática, não é?
Faça aí e depois me diga se está aprovada!

Do vocabulário nosso de cada dia

Vocês já perceberam como criamos umas siglas/palavras/gestos ou sei lá o que para nos comunicar com as pessoas mais próximas?
Meus exemplos:
* Nossa, como você é PP = pouca prática, ou seja, não faz certo tal coisa ou demora pra fazer.
* Ai, aquela pessoa é sem assunto mesmo = sem noção, faz tudo errado.
* Nossa, fulano é Joselito hein = sem noção tb.

Ah! E ainda tem os apelidos que colocamos nas coisas e pessoas para nos referirmos a elas.
* O fulano que fuma demais = o canceroso.
* O cicrano que tem pelos na orelha = PO (pelo na orelha, haha, engraçado né.)
* A fulana com síndrome de perseguição = a LOCA (eu sei, é louca, mas a gente fala LOCA mesmo).
* A cicrana descendente oriental = a Neusa (de japoneUsa, bem besta e óbvio).

Isso acontece só comigo ou com vcs tb? =]

E por falar em vício

22 de jan de 2007

Estamos assistindo Lost, a primeira temporada. Tá, eu sei que estamos bem atrasados e tal, mas conseguimos somente na semana passada os DVD's com uma amiga, da primeira e segunda temporada.
E então estamos viciados. Uns 3 ou 4 episódios por noite.
E tá naquela lenga-lenga, naquela enrolação. Aí, eu que sou super curiosa, quero ver outro e mais outro, e mais outro episódio para saber o que vai acontecer. Um horror isso, de ficar dependente da coisa.
Ontem, depois de ficarmos o dia todo só assistindo o tal seriado, meus nervos à flor da pele, pq sim, eu entro na estória, passo mal, até como as unhas e cutículas de tamanha ansiedade que sinto, o episódio 15 simplesmente pifou nos primeiros minutos. Arghhhh... sinal divino, hora de parar de assistir!
Aí partimos para outro vício, o joguinho de tabuleiro Carcassone.
Que horror, tô cheia de vícios!
Depois vim aqui pra net, queimar meus neurônios pra criar esse blog.

Quadrado Mágico

Tô viciada nesse joguinho aqui.

Welcome

Já faz um tempo que eu estou querendo ter um blog, mas devido à correria do dia-a-dia fui protelando. Só que agora não deu mais, a vontade de escrever sobre "um pouquinho de tudo" tomou conta de mim. E cá estou eu, sucumbindo a minha vontade.
Aos poucos vou organizando o brainstorm e colocando tudo aqui.
Welcome!