Scrapbook

21 de fev de 2008

Vi na Chris um scrapbook, que ela chamou de "fake".
Como eu não sei mexer no fotoxópis e esse tava ali, tão lindo e parecendo tão fácil de mexer, resolvi criar o meu primeiro Scrapbook Digital, fake, mas ficou tão lindinho! :)




Click to play Mariana Scrap1
Create your own scrapbook - Powered by Smilebox
Make a scrapbook - it's easy!

Maternidade e suas fases

19 de fev de 2008

Esse é um post sobre como está sendo a "maternidade" para mim.
Vamos por partes:

* Amamentação: Consegui amamentar minha filha, eu tinha bastante leite, ela mamava bem. Durante a gravidez eu me preparei para amamentar minha filha. Mas quando o leite desceu (no 3º dia) eu não sabia o que fazer. Meus seios ficaram enormes e doloridos. Tive febre, fiz banho com água quente e depois compressa fria para amenizar.
O sufoco durou pouco e em 2 dias estava tudo normal. Ufa!
Amamentei a filhota exclusivamente até 5 meses.
Depois fui incluindo uma mamadeira de leite em pó (Nan) por dia na primeira semana, 2x/dia na segunda semana e assim sucessivamente, até ela largar naturalmente o peito. Fiz isso por preocupação com o dia do meu casamento (sim, nos casamos na igreja depois do nascimento da pimpolha, e ela estava com quase 6 meses), pois eu passaria muitas horas longe dela, me arrumando e não queria que ela sofresse bruscamente a falta do leite no peito, então fui aos poucos acostumando-a com a mamadeira. Foi super tranquilo. Acabou que ela largou o peito sem nenhum trauma e eu não tive problema algum em parar de amamentar.

* Primeiros dias em casa: No começo ela só dormia se fosse no meu colo. Era bem boazinha, tranquila. Acho que o que eu sofri mesmo foi por ter que cuidar não só da minha filha, mas tb ser babá da sogra. Isso me deu muito trabalho. Eu sabia que se minha filha chorasse durante a noite, no outro dia isso ia ser assunto para o dia todo. Um saco. A minha preocupação era com a sogra e não com a minha filha.

*
Noites de sono (ou a falta de): Como já faz algum tempo, pode ser que eu tenha me esquecido dos detalhes e das noites mal-dormidas, mas digo que foram poucas. A Mariana tinha muita cólica, mas era no começo da noite, por volta das 19h. Às vezes ela chegava a chorar por mais de uma hora ininterruptamente, mas depois mamava e dormia. Acordava apenas uma vez na madrugada para mamar. E quando comecei a introduzir a mamadeira à noite ela simplesmente parou de acordar à noite.

Depois com 1 ano e 3 meses começaram as crises noturnas. Ela acordava no meio da noite com um choro forte, desesperado. Demorávamos mais de 40 minutos para fazê-la dormir novamente e muitas vezes ela acabava indo pra nossa cama ou pro carrinho. Mas graças a ajuda das amigas do LV Mothern, apliquei a técnica do Nana Nenê e funcionou super bem. Agora ela tem uma rotina ótima. Vai pra cama numa boa,
geralmente às 21h e dorme até o outro dia por volta de 9h.


* Banho: Ela sempre gostou de tomar banho. Agora maiorzinha, a luta era pra tirá-la da banheirinha. Haha...

Com 1 ano e 3 meses (parece que foi tudo na mesma época), ela teve uma assadura horrível, estavam nascendo os dentes grandes do fundo e ela estava bastante irritada. Passei a dar banho nela com a ducha do chuveiro.

Depois com 1 ano e 6 meses voltei a banheirinha, porque facilita para mim, assim eu a coloco na banheirinha com um monte de brinquedinhos e vou tomando banho e dando banho nela ao mesmo tempo. Tem funcionado super bem.

* Alimentação: Aleitamento Materno exclusivo até 5 meses. Depois comecei com mamadeira, suquinho e água.
Com 6 meses: frutas amassadas - banana, maçã cozida amassada, pêra cozida amassada, mamão amassado.
Com 7 meses: legumes amassados - batata, cenoura, abobrinha. Depois fui juntando 2 alimentos, fazendo o teste por 3 dias para verificar a aceitabilidade e tb se não dava algum tipo de alergia. Aí entraram brócolis, vagem, batata doce, beterraba.

Com 9 meses: a alimentação estava bem colorida e comecei a incluir carne, macarrãozinho, arroz bem cozido e feijão amassado (sem a casca).
Com 1 ano: ela já comia a nossa comida, claro que com menos tempero.
E ela sempre foi de comer bem. Só quando estavam nascendo os dentes do fundo que foi um período atípico, que ela comia pouco e tals.
Agora com 1 ano e 9 meses ela continua sendo a nossa draguinha! :)

* Higiene: Ô tarefa difícil, vou te contar! Limpar as melequinhas do nariz é complicado viu. Tenta o cotonete especial (ele é mais gordinho logo depois da ponta), pega um lencinho umidecido, segura os bracinhos da criança. Nossa, uma verdadeira ginástica. E acho que a mãe é a maior incomodada com a sujeirinha no nariz da criança.
E cortar unhas sempre foi um terror. Não dava pra ser dormindo, pq ela se incomodava e acabava acordando brava. Uma vez tentei cortar, ela mexeu a mãozinha e eu acabei tirando uma lasquinha do dedão e saiu sangue. Nunca mais tentei com ela dormindo.
Eu cortava quase que 2 unhas por dia. Todo dia eu ia lá e tentava. Sem estresse, não deu = paciência, tento amanhã de novo.
Agora que ela já entende, eu pego a tesourinha e falo assim: "chegou a cute cute. Vamos cortar as unhas da Mariana, eeeeeee... "
"A cute cute vai tirar a bac (bactéria) que quer morar na unha da Mariana".
"Pega a bac, olha ela aqui Mariana."
O que ajuda é que a dentista da Mariana nos deu uma "bactéria", um bichinho plástico, que funciona tanto pra escovar os dentes, qto pra cortar as unhas da pimpolha. Hehehe...
Essa é a bac! Ela é feinha, mas é uma maravilha ter ela por perto. As tarefas como escovar os dentes, limpar meleca de nariz ou cortar as unhas da pimpolha se tornam mais fáceis quando a gente usa um meio lúdico. :)

Pra esse post não ficar imenso vou continuar outro dia tá.


Marianices

14 de fev de 2008

Mariana, a esperta
Ela toma apenas um copo de 200ml de leite (puro, sem açúcar, sem nada) por dia. Só que ela estava tomando metade disso ou até menos.
Daí vimos no supermercado um canudinho de waffer que tem um "creme" de avelãs por dentro, e conforme vai-se bebendo esse creme vai saindo no leite.
Compramos. E na primeira tentativa de fazê-la beber o leite no copo com o canudinho de waffer, ela comeu todo o canudo e o leite ficou lá.
Huahuauha... enquanto a gente vai, ela já está voltando!
Me lembrei da propaganda da Parmalat, com os babies vestidos de bichinhos e no final um dizia: "Tomô". Hohoho...

Mariana, a "papagaia"
Tudo que falamos ela repete, do jeito dela, mas repete. É um tal "xô vê" (deixa eu ver) pra lá, "num pode" (não pode) pra cá. Uma graça.
Eu estava na cozinha fazendo algo e quando fui lavar as mãos a água saiu muito quente. Eu gritei: "Ai, ai, ai"... Ele ficou uns 10 minutos repetindo o meu "ai, ai, ai".

Mariana, a "sweet and cute"
Ontem ela percebeu que eu estava chateada e um pouco triste e quando eu terminei de trocar a fralda dela e a coloquei em pé no trocador, ela me abraçou, falou, falou e falou, apontando o dedo indicador pra mim e no final disse "tá" e me beijou na testa, na ponta do nariz, na boca, no queixo e onde mais ela pode. E foi tudo tão rápido que eu tô passada até agora. :)

Layout do post é cópiraite by Delaidinha

Tagliatelli Verde ao Molho Branco c/ Alho Poró e Nozes

12 de fev de 2008

Nossa, que nome enorme. Mas foi assim que eu batizei a "gororoba" que fiz ontem, para jantar com marídeo. E olha, ficou uma delícia.










Quem quiser se aventurar, é super rápido e fácil.
Vamos lá:
Para duas pessoas, vc vai precisar de:
250g de tagliatelli - massa de grano duro, de ótima qualidade. Eu sugiro "Barilla".
200ml de creme de leite fresco
1 talo de alho poró picado em rodelinhas
1/2 cebola picada em cubinhos pequenos
1 colher (sopa) azeite de oliva
1 colher (sopa) de nozes picadas
temperos: sal, pimenta do reino, basílico, noz moscada e o que mais vc quiser.

Numa panela coloque a cebola pra dourar no azeite. Acrescente o alho poró e mexa bem. Quando tudo estiver ficando dourado coloque o creme de leite fresco e os temperos. E continue mexendo por mais uns 3 minutinhos.

Em outra panela coloque a massa para cozinhar em água fervendo, com um fio de azeite e sal.

Escorra a massa, coloque o molho por cima, salpique as nozes e complete com queijo parmesão ralado (se possível rale na hora, fica bem mais saboroso!). E voilà.

Gentchi, não demora nem 15 minutos para fazer. Borá lá preparar essa delícia pro jantar de hoje! :)


As nozes dão um toque muito especial à massa. Vai por mim!

Pintando e Bordando ...

11 de fev de 2008

Pra rir ou pra chorar ...

6 de fev de 2008

Olha a situação:
Marídeo foi caminhar num dia pós chuva. Voltou pra casa com o par de tênis todo cheio de lama. E o guardou na sapateira, bem quietinho.
Esposa voltou de viagem e mesmo cansada viu a situação do par de tênis e teve vontade de jogá-lo pela janela afora, mas isso não seria uma atitude muito correta, então indagou o marido:
- Vc guardou os tênis bem sujinhos néam... vc vai lavá-los qdo?
Ele respondeu:
- No final de semana, que é qdo eu tenho tempo. (Tudo bem que era quarta-feira ainda, mas já que ele se comprometeu com a tarefa então vamos aguardar...)
- Ok. Combinado...

2 finais de semana depois ...
Baixou a "Maria" no marido.
Lavou louça depois do café, depois do almoço, organizou a estante do escritório, jogou zilhões de cacarecos fora e resolveu ir lavar o par de tênis.
Perguntou ele, inocentemente à mulher:
- Posso lavá-los na banheira (atenção: no apê não tem tanque, nem mesmo área de silviço)
Esposa na TPM (confesso que eu tava um pouco alterada) diz:
- Não, nem pensar. Lave-os na pia, que é mais fácil de limpar depois da bagunça.

Adivinha o que ele fez?!?
Foi lavar os tênis na pia. Sim.
NA PIA DA COZINHA!!!

Ai, Socorro!!

Daí eu já comecei a rir... pq desgraça pouca é bobagem, não é mesmo?! E a coisa já tava feita, então vamos rir, minha gente.

Agora isso virou uma "internal joke" aqui em casa.

Cakes de desabafo e algumas Marianices

5 de fev de 2008

Vamos as Marianices, porque como diz a Greice, post baixo-astral não pode ficar no topo.

* Agora ela fala "Vaca" bem certinho. E já corre e pega o livrinho que tem uma vaca na capa.
Acho que isso me será muito útil, qdo eu encontrar aquela "sujeitinha" desqualificada eu posso pedir pra Mariana dizer: VACA. Hohoho...

* Quando eu faço cócegas nela, ela grita por "socôo"... Haha.

* Quando eu pergunto "Cadê a Mariana?", ela aparece e fala "achô".

* Quando eu estou sentado no sofá, ela sobe nas minhas pernas e fala "pôca, pôco", que é pra eu fazer cavalinho com ela ("pocotó").

* Compramos um mini carrinho de compras pra ela. É a diversão do momento: andar pela casa toda fazendo compras, usando colar e bolsa, e com carinho de satisfação = não tem preço!!!

* Tentamos tirar a chupeta dela. Durante o dia = nada de chupeta. Agora é só pra dormir mesmo.
Tem dado certo. Antes acontecia de deixarmos as chupetas pela casa, em locais de fácil acesso, mas agora guardei todas.
Alguns minutinhos de estresse, logo qdo acorda do soninho da tarde, mas totalmente contornável com um colinho e cafuné. Delícia!!

* Ela é uma italianinha mesmo. Nunca vi coisa igual! Como fala com as mãos essa minha pequena.
* Toda vez que o pai sai de casa, ela diz "tau, tau" e com a mãozinha direita na boca, manda beijos pra ele. :)
E ele fica todo-todo, sissi néam.

************************************************************************

Agora aos desabafos. São 3 coisas que preciso colocar pra fora:

1. Quando voltei do Brasil na última vez, tive um inconveniente com a TAM, devido a eu não obter uma autorização para viajar sozinha com minha filha. Eu não sabia, nem fazia idéia de precisar de tal autorização, já que eu havia viajado outras vezes só com a filhota e nunca tinha tido problemas como esse.
A confusão foi grande e acabou com a PF (Polícia Federal) me liberando, uma vez que a minha passagem era de retorno, e no passaporte da Mariana não tinha específico a nacionalidade dela e tals.
Contei isso pra uma amiga, e essa amiga acabou contando para outras pessoas. E isso chegou até mim como se eu fosse uma sem-noção, que não sabia que eu tinha que ter a autorização, que isso era um absurdo e coisa e tal. Fiquei pooooota da cara! Vão lá ver se eu tô na esquina.
Só vêem as pingas que eu tomo, mas não os tombos que eu levo. Humpf !

2. Lendo a Revista Pais e Filhos de Dezembro, uma matéria me deixou muito desapontada. É a matéria sobre Chupeta e Dedo, escrita por uma fonoaudióloga.
Na matéria ficou explícito que a chupeta é um "conforto" para os pais, que dão para os filhos para não ouvirem choro e resmungos.
UMA OVA!!
Eu tb não sou a favor de chupeta, tanto que não dei de imediato pra minha filha. Conversei com pediatra, dentista, outra nutricionista, além de algumas mães recentes, antes de tomar a decisão de dar a chupeta para a Mariana.
E só fiz isso pq ela estava usando o meu peito como chupeta, e tinha cólicas horríveis, pq mamava muito e muito seguido, assim o organismo dela não dava conta de fazer a digestão e ela tinha cólicas.
Com a ajuda da chupeta ela se acalmava.
Eu nunca a largava chorando com a chupeta na boca. Eu sempre a aconchegava nos braços e com o auxílio da chupeta ela dormia. E qdo dormia ela soltava a chupeta.

E na minha modesta opinião, o dedo não é melhor que a chupeta, pq a chupeta a gente consegue restringir o uso, mas o dedo não.
Só acho que a revista deveria ter usado melhor a opinião da fonoaudióloga, ter colocado um debate de prós e contras e não uma matéria largada, que ficou solta.

3. Eu quero saber qdo os roteiristas vão acabar com a droga de greve, pq eu tô ficando com síndrome de abstinência de Grey's Anatomy.