Cakes de desabafo e algumas Marianices

5 de fev de 2008

Vamos as Marianices, porque como diz a Greice, post baixo-astral não pode ficar no topo.

* Agora ela fala "Vaca" bem certinho. E já corre e pega o livrinho que tem uma vaca na capa.
Acho que isso me será muito útil, qdo eu encontrar aquela "sujeitinha" desqualificada eu posso pedir pra Mariana dizer: VACA. Hohoho...

* Quando eu faço cócegas nela, ela grita por "socôo"... Haha.

* Quando eu pergunto "Cadê a Mariana?", ela aparece e fala "achô".

* Quando eu estou sentado no sofá, ela sobe nas minhas pernas e fala "pôca, pôco", que é pra eu fazer cavalinho com ela ("pocotó").

* Compramos um mini carrinho de compras pra ela. É a diversão do momento: andar pela casa toda fazendo compras, usando colar e bolsa, e com carinho de satisfação = não tem preço!!!

* Tentamos tirar a chupeta dela. Durante o dia = nada de chupeta. Agora é só pra dormir mesmo.
Tem dado certo. Antes acontecia de deixarmos as chupetas pela casa, em locais de fácil acesso, mas agora guardei todas.
Alguns minutinhos de estresse, logo qdo acorda do soninho da tarde, mas totalmente contornável com um colinho e cafuné. Delícia!!

* Ela é uma italianinha mesmo. Nunca vi coisa igual! Como fala com as mãos essa minha pequena.
* Toda vez que o pai sai de casa, ela diz "tau, tau" e com a mãozinha direita na boca, manda beijos pra ele. :)
E ele fica todo-todo, sissi néam.

************************************************************************

Agora aos desabafos. São 3 coisas que preciso colocar pra fora:

1. Quando voltei do Brasil na última vez, tive um inconveniente com a TAM, devido a eu não obter uma autorização para viajar sozinha com minha filha. Eu não sabia, nem fazia idéia de precisar de tal autorização, já que eu havia viajado outras vezes só com a filhota e nunca tinha tido problemas como esse.
A confusão foi grande e acabou com a PF (Polícia Federal) me liberando, uma vez que a minha passagem era de retorno, e no passaporte da Mariana não tinha específico a nacionalidade dela e tals.
Contei isso pra uma amiga, e essa amiga acabou contando para outras pessoas. E isso chegou até mim como se eu fosse uma sem-noção, que não sabia que eu tinha que ter a autorização, que isso era um absurdo e coisa e tal. Fiquei pooooota da cara! Vão lá ver se eu tô na esquina.
Só vêem as pingas que eu tomo, mas não os tombos que eu levo. Humpf !

2. Lendo a Revista Pais e Filhos de Dezembro, uma matéria me deixou muito desapontada. É a matéria sobre Chupeta e Dedo, escrita por uma fonoaudióloga.
Na matéria ficou explícito que a chupeta é um "conforto" para os pais, que dão para os filhos para não ouvirem choro e resmungos.
UMA OVA!!
Eu tb não sou a favor de chupeta, tanto que não dei de imediato pra minha filha. Conversei com pediatra, dentista, outra nutricionista, além de algumas mães recentes, antes de tomar a decisão de dar a chupeta para a Mariana.
E só fiz isso pq ela estava usando o meu peito como chupeta, e tinha cólicas horríveis, pq mamava muito e muito seguido, assim o organismo dela não dava conta de fazer a digestão e ela tinha cólicas.
Com a ajuda da chupeta ela se acalmava.
Eu nunca a largava chorando com a chupeta na boca. Eu sempre a aconchegava nos braços e com o auxílio da chupeta ela dormia. E qdo dormia ela soltava a chupeta.

E na minha modesta opinião, o dedo não é melhor que a chupeta, pq a chupeta a gente consegue restringir o uso, mas o dedo não.
Só acho que a revista deveria ter usado melhor a opinião da fonoaudióloga, ter colocado um debate de prós e contras e não uma matéria largada, que ficou solta.

3. Eu quero saber qdo os roteiristas vão acabar com a droga de greve, pq eu tô ficando com síndrome de abstinência de Grey's Anatomy.