Haghia Sophia - Istanbul/Turquia

17 de abr de 2009

No sábado marido acordou com sintomas de gripe, dores no corpo e muito sono, pois dormiu mal novamente.
Quando viajamos ele é quem mais sofre, pq tem problemas pra se adaptar ao colchão, não dorme bem com claridade, acorda com qq barulhinho, coitado!
Mariana e eu sempre capotamos! :)

Dei Voltaren pra ele e deixei-o descansar um pouco. Tomamos café da manhã mais tarde um pouco e saímos mais tarde do hotel para o nosso passeio.

No caminho : Sultanahmet Mosque (Blue Mosque) ao fundo...

Fomos para a Haghia Sophia e apesar da fila imensa até que foi rápido para entrarmos.


Passamos pelo detector de metais (aqui tb tem!) e adentramos o jardim que dá acesso à Haghia Sophia.
Foi construída por volta do ano 537 pelo Imperador Justiniano, que se encontrava em estado de pobreza após a queda de Roma, mas ergueu essa igreja, que na época era cristã, para provar que ali era um lugar de glória.
Uma igreja localizada numa grande avenida e que possuía o maior Domo construído (30 metros de diâmetro), até os romanos decidirem mil anos depois construir o Domo da Basílica de São Pedro (esse construído por Michelangelo, em 1590).
Contam as fábulas que ali na Haghia Sophia eram guardadas algumas relíquias como fragmentos da Cruz de Cristo, o véu da Virgem Maria, a lança que atingiu Jesus, o dedo em dúvida (o indicador da mão direita, será??) de São Tomé entre outras coisitas mais.
E isso tudo foi roubado em 1204 durante As Cruzadas.
Mais pra frente na história, com a queda de Constantinopla a igreja foi tomada e convertida a Mesquita.
A basílica adquiriu 4 torres (minaretes), onde os muçulmanos avisavam a hora de oração.
Encobriram todos os mosaicos nessa época e sem querer eles os preservaram. :)
A igreja vista hoje em dia é essencialmente como era na época do Imperador Justiniano.


Com a morte do Império Ottomano, os gregos (católicos ortodoxos) e os romanos (católicos romanos) começaram um grande lobby para que a Haghia Sophia voltasse a ser uma igreja Cristã.
Mas em 1934 o governo republicano declarou que ali seria um museu.
Até hoje os muçulmanos ainda reclamam o direito de transformar a Haghia Sophia novamente em uma Mesquita.
Ah! Os mosaicos foram descobertos no século 19 durante uma renovação do edifício. :)


Agora um pequeno adendo: a Haghia Sophia, originalmente uma igreja cristã, datada do ano 537 parece ter sido a inspiração para a construção da Blue Mosque (Sultanahmet Mosque), que é uma igreja islâmica que foi construída por volta de 1603.
Eu gostei mais da Haghia Sophia, que tem bem menos pilares internos suportando toda a estrutura do Domo e por ter sido a original. :)

Depois de toda a visitação é que nos demos conta de que tinhamos perdido o casaco do marido.
Ele voltou até a roleta e de lá um dos guardas perguntou por rádio para o pessoal do Detector de Metais e nada...
Voltamos à entrada para perguntar para o pessoal que fica no Detector de Metais, pq eu tinha certeza de que tinha ficado por lá e nada...
Estávamos quase voltando pra dentro da Haghia Sophia para fazer todo o percurso, mas não adiantaria, pq o lugar estava lotado de gente e seria como procurar agulha em palheiro.
Ficamos uns minutinhos enrolando ali no jardim e decidindo onde almoçaríamos.
Aí na saída o guarda, com quem o marido tinha falado sobre o casaco perdido, veio até nós e nos entregou o casaco! Ufa!! :)

No próximo post: Topkapi Palace.