Uma breve pausa ...

29 de mai de 2009

Os posts sobre Bruxela, Amsterdam e Köln (Colônia) terão que ficar para mais tarde.
Ainda tô devendo posts sobre a Turquia, não me esqueci, não.
Tenho muita coisa pra contar aqui. :)

Amanhã embarcamos cedinho para os USA. Voltaremos em breve com muitas fotos e histórias pra contar.
Enquanto isso, não nos abandonem! Programei alguns posts para o blog... então pelo menos uma vez por semana terá novidade por aqui.

No parque de diversões, sábado 23/05/2009.

Kisses and see you soon!!! :)

Obs.: Os comentários estão sob moderação e poderão demorar a serem aprovados, pois estamos em férias!!! :)

Bruges / Bélgica

27 de mai de 2009

Viajar é uma das coisas que mais amo na vida.
Marido e eu temos os pés na estrada!
E o engraçado é que o jeito alemão de se programar com antecedência já nos pegou.
Essa semana mesmo, eu arrumando malas para a viagem de férias na Califórnia e ele já programando a viagem de férias do segundo semestre.
Com isso conseguimos preços melhores em passagens e hotéis e aproveitamos bem as viagens.

Quando a Tirza confirmou a vinda para cá e nos disse o que queria ver por aqui, ela incluiu Bruges no roteiro.
Marido e eu estivemos em Bruges em julho/2004. A cidade é um encanto, linda e super agradável e seria ótimo ir lá novamente.

Saímos no sábado por volta das 9h30 e em 3h de viagem de carro estávamos lá.
Já disse e repito: Düsseldorf é super bem localizada, uma beleza!! :)

Contando um pouco sobre Bruges: pode ser descrita como a "cidade perfeita para turismo", pois a impressão que se tem é que a cidade parou há alguns séculos atrás, sendo uma das cidades medievais melhores preservadas da Europa.




Por ano passam por ela mais de 2 milhões de turistas.

No verão é difícil caminhar por ela sem se esbarrar nas pessoas. Felizmente fomos numa época ótima! :)

A cidade possui 2 praças principais: a Markt (mercado) e a Burg (prefeitura).
A estação de trem é cerca de 1,5km ao sul da Markt e oferece serviço de ônibus regularmente para levar as pessoas até à Markt, onde começa o passeio pela cidade.

Foto: acervo pessoal - julho/2004. Markt lotada de turistas.

Na praça Burg encontram-se o Tourist Office e a Basilica (Heilig-Bloedbasiliek).


Diz a lenda que a igreja Heilig-Bloedbasiliek é a guardiã do Sangue de Cristo, que foi levado até lá após as Cruzadas, entre os anos de 1150 e 1200.

Foto by Tirza: entrada da Basílica do Sangue de Cristo

Fizemos um walking tour pela cidade e aproveitamos bastante o passeio, apesar do vento frio que estava nos perseguindo por lá. :)

Foto by Tirza: Vitrina com mulheres tecelãs (de cera).

Os canais cheios de barcos carregando turistas de um lado para o outro.

Próximo post: Bruxelles (Brussels em inglês ou Bruxela em português).

Comprinhas em Düsseldorf e região

Aproveitando a visita da Tirza aqui em casa, fomos às lojas olhar tudo e comprar o que valia a pena.
Disse à ela que teríamos que ter cuidado para não irmos à falência total. :)

Fomos à Lush na quarta à tardezinha e saímos de lá carregadas de coisas lindas e perfumadas.

Um monte de amostras de produtos (brinde) e mais outros produtinhos que usamos.

Shampoo sólido e Creme Massageador, na latinha charmosa. :)

Na quinta pela manhã fomos à MAC, mas só para olhar as coisas, porque as compras mesmo nós duas deixamos para fazer nos USA, já que eu tô indo pra Califórnia e ela pra New Jersey nos próximos dias.
Passamos também em uma pharmacy, a DM, onde podemos encontrar produtos da Nívea, Maybelline, L'Oreal, Max Factor, Labello, com preços excelentes em relação ao Brasil.

À tarde fomos para Roermond na Holanda, onde há um grande Outlet (shopping c/ descontos).
Esse Outlet é ótimo, os preços são excelentes e fica bem próximo à Düsseldorf (52Km).
Minhas lojas preferidas são: Nike, Adidas, Diesel, Puma, Reebok, Marco Polo, Bodum e Le Creuset.

Na sexta foi dia de L'Occitane (amo!!) e The Body Shop.
Eu precisava comprar um presente para o Dia dos Pais, que aqui é comemorado em maio, não em agosto, então escolhi uma loção pós barba da L'Occitane, que tem um cheiro delicioso de canela com fundo de pimenta. Recomendadíssimo!
Aproveitei para comprar presentinhos e de brinde (atóóron um brinde) ganhei um shower gel, uma loção para o corpo e um espelhinho muito estiloso da nova linha de produtos, Rose Nuit de Mai.


Na The Body Shop eu entrei para acompanhar a Tirza, mas acabei não resistindo à tentação e fiz o cartão fidelidade da loja, comprei presentinhos e ganhei essa linda bolsa de palha.

Depois dessa gastação toda, hora de arrumar as malas e viajar um pouco.
Fomos para Bruges e Bruxela - Bélgica no final de semana, para Amsterdam e Lisse - Holanda na segunda e para Köln (Colônia) na terça.
Aguardem fotos e relatos... :)

Passeando por Düsseldorf

25 de mai de 2009

Recebemos a visita de uma amiga do Brasil, que ficou aqui conosco por uma semana.
A agenda esteve cheia durante esse período e nos divertimos muito! (não é, Tirza?). :)

Vou aproveitar o ensejo para contar um pouco sobre a cidade onde moro desde maio/2004.

Düsseldorf disputa com Hamburgo e Stuttgart o título de "Cidade mais rica da Alemanha" e em outros sentidos como a "cara da Alemanha" reerguida após a guerra, por ser uma cidade próspera, auto-suficiente e organizada.

A cidade tem um nome um tanto quanto inapropriado - Düsseldorf significa "a vila de Düssel", rio que corta parte da cidade e que deu o nome à ela.
Possui mais de 600 mil habitantes e importantes empresas e bancos estão aqui locados.
É considerada um grande centro financeiro e administrativo do país.
O Rio Reno corta a cidade, que possui 6 pontes que ligam um lado ao outro.

É considerada a Capital da Moda na Alemanha, abrigando os escritórios de grandes estilistas.
Para uma visita curta à Europa é uma opção um pouco cara para se fazer compras.

Foto by Tirza - Rio Düssel margeando a avenida KönigsAllee.

Não é uma cidade turística, mas possui uma ótima localização geográfica, o que permite fácil acesso à cidades como Colônia, Amsterdã, Bruxelas.
Düsseldorf é também famosa pela "Vida Noturna", sendo uma das cidades com as opções mais variadas e enjoyable do país.

Well, a Tirza chegou aqui numa quarta-feira à tarde, na Hauptbahnhof (estação principal de trem). Largamos as malas na sala, tomamos um café com muffim de blueberries e brigadeiros e saímos para passear por Düsseldorf.

Foto by Tirza

Fomos em direção ao Hafen (Porto) de Düsseldorf, onde encontram-se várias construções importantes. Dentre elas vimos: Das Düsseldorfer Stadttor, os prédios do arquiteto Frank Gehry e a Rheinturm (Rhine Tower).

O edifício Das Düsseldorfer Stadttor foi construído acima do túnel e possui 75m de altura, sendo 2 torres de vidro paralelas interligadas por 3 pisos.
A construção de é maio/1998 e ganhou vários prêmios.

Foto by Tirza - Das Düsseldorfer Stadttor

Com 234 m de altura total, a Rheinturm é imponente. Possui um restaurante giratório "Top 180", disputadíssimo em datas como Reveillon, por ter uma vista privilegiada do Show de Fogos de Artifício. Quem quiser arriscar, menu de 5 pratos por 79,50 euros. :)

Foto acervo pessoal: Outubro/2008

Para subir a torre há um elevador que vai mostrando a quantidade de metros que se está subindo. Na altura de 168m há uma Cafeteria toda "envidraçada", onde é possível olhar toda a cidade e quando o céu está claro consegue-se ver até Köln e outras cidades ao redor.

Foto by Tirza: MedienHafen e os prédios de Frank Gehry

O céu, apesar de cinzento, colaborou conosco e conseguimos ver até o prédio onde moramos, por ser um dos poucos prédios altos da cidade. :)
A entrada custa 3,80 euros (não tenho certeza).

Descemos a torre e fomos caminhando pela Promenade do Rio Reno em direção à Altstadt (Cidade Antiga) de Düsseldorf.

Fotos by Tirza

Na Altstadt há a maior concentração de bares e muitas Brauerei (Cervejaria e Restaurante típico alemão) da cidade.

Não sei se todos sabem, mas cada cidade possui a sua cerveja típica.
Aqui em Düsseldorf é a AltBier a cerveja característica, uma cerveja escura e amarga, servida em copos de 200ml.
Eu acho a cerveja horrível, aliás, não sou fã de cerveja. De vez em quando dou umas bicadas no copo do marido, que é fã de Weißen (especialmente Paulaner e Franciskaner), cerveja fermentada no trigo, típica da Baviera.

Após o passeio pela Promenade, adentramos a Altstadt pela praça da prefeitura Rathaus, atravessamos a Marktplatz e fomos aproveitar as lojas ainda abertas para fazer a primeira parada para compras: a Lush.

Saímos de lá carregadas, caminhamos mais um pouco pela Altstadt e fomos em direção à KönigsAllee.

Após uma caminhada agradável, voltamos pra casa para nos prepararmos para o dia seguinte. :)

7 Pecados Capitais na versão esmaltes

22 de mai de 2009

Zapeando pela net e também pelo Fórum 2Beauty descobri que a Risqué acaba de lançar uma nova coleção de esmaltes, chamada 7 Vermelhos Capitais.
Uma cor mais linda que a outra. Quero muiiiito!

Aproveito para informar as chatonildas politicamente corretas que a Risqué inventou a Inveja Boa. Hahahaha.
Adoreiii!!! :P

Regensburg

Falando ainda sobre a viagem que fizemos para a República Tcheca, no feriado de 1º de maio, saímos de Ceske Krumlov no sábado à tarde rumo à Regensburg, na Alemanha.

Essa cidade fica localizada no estado de Bayern (Baviera), é a quarta maior cidade do estado e uma das cidades mais antigas da Alemanha.
É também uma das cidades que foram tomadas pelo Império Romano.


Possui uma Catedral em estilo gótico, muito bonita e um exemplo importante da arquitetura gótica do sul da Alemanha. Também é chamada de Catedral de São Pedro.
As medidas dela são:

  • altura (nave): 32 m.
  • altura (torre dos sinos): 105 m
  • comprimeto total (dentro): 86 m
  • largura (dentro): 34 m

E a ponte de Pedra, por onde passa o Rio Danúbio, que divide a Cidade Antiga do bairro Stadtamhof.


A cidade é toda bonitinha e foi uma delícia caminhar por ela ao entardecer.


By the way, foi nela que registraram o primeiro caso da gripe H1N1 (gripe suína) na Alemanha.
Estivemos por lá num sábado do final de tarde até à noite e não percebemos nada de anormal.
Ah! Não pegamos a gripe! :)

Pudim de Café

18 de mai de 2009

Vou contar para vocês: marido e eu não bebemos café.
Gosto do cheiro dos grãos sendo torrados, mas não tenho hábito de beber café.

Meu pai sempre foi extremista e não deixava a minha mãe beber café.
Me lembro de quando criança eu vê-la fazendo seu cafezinho instantâneo escondido dele.

E marido nem sei porquê não toma, já que a mãe dele não fica sem café e o pai era fumante e viciado no líquido preto também.

Enfim, nada de extremos aqui em casa. Não bebemos, mas temos café instantâneo (Nescafé) para as visitas.
Eu gosto de cappuccino e marido prefere suco.

Ainda falando sobre Confeitos, me lembro de ter comido um Pudim de Café delicioso, preparado pela minha amiga Val e resolvi fazer para a sobremesa de Dia das Mães.

Não tendo a receita original da amiga Val, fiz meu Pudim de Café dessa maneira:

No liquidificador coloquei:
1 lata de leite condensado
3 ovos
1/2 medida da lata de café bem forte (usei 3 colheres de sopa de Nescafé)


Peguei a forma de pudim e coloquei 1 xícara (chá) de açúcar refinado e levei ao fogo para fazer a calda de caramelo.

Bati os ingredientes no liquidificador e coloquei em seguida na forma já caramelizada.
Levei ao fogo (fogão) na panela de banho-Maria por cerca de 35 minutos.

Fui assistir aos episódios de LOST que não tinha assistido ainda, hehehe, e depois de 4 episódios e uma leve dormida no sofá sonhando com a série, me levantei e fui até a cozinha. Tirei a forma de pudim de dentro da panela de banho-Maria e levei à geladeira, de um dia para o outro.

No dia seguinte desenformei o pudim e confeitei com os grãos de café (chocolate amargo).


Rendimento: 6 à 8 porções.

Ficou uma delícia!!
Quem é fã de café, sijogue!! :)

Mariana em: Caras e Bocas

15 de mai de 2009

A Mariana está uma graça, numa vibe de fazer "Caras e Bocas" para as fotos.
E pedindo para tirarmos fotos dela e para ela tirar foto da gente.

A mamãe pede à filha:
Mariana, dá um sorriso! Cadê os dentinhos?

Aqui, mamãe!! :)

Agora fala "Xiiiisss", filha.

Xiiiissss

Um ótimo final de semana para vocês, cheio de amor e paz, sorrisos, risadas e gargalhadas, beijos, abraços e carinho sem fim!!! :)

"Os diários do Botox"

13 de mai de 2009


Recebi esse livro de uma amiga querida que mora lá em Recife (Carla, thanks!) e posso dizer que ele foi meu companheiro na primeira semana de adaptação da Mariana à escolinha.

Eu estava lendo "O caçador de pipas", mas sem chance de continuar com a leitura nesse período de adaptação da Mariana à escola e da mamãe aqui à rotina sem a filhota 24 horas comigo.
Este é um livro muito triste e um pouco pesado e o momento me pedia um livro mais leve, engraçado, divertido... e "Os diários do Botox" caiu como uma luva.

Descrição do livro:
As mulheres de trinta e poucos anos tiveram seus 15 minutos de fama com o boom de O diário de Bridget Jones e Sex and the city. Heroínas tragicômicas que possibilitaram a milhões de mulheres do mundo inteiro passar pela crise dos 30 com uma pitada de charme e muito humor. Mas o relógio não pára e dez anos mais tarde... bem-vindos 40 anos! Num mundo em que a cirurgia plástica é tão popular quanto um par de sandálias Manolo Blahnik, as protagonistas de OS DIÁRIOS DO BOTOX, de Janice Kaplan e Lynn Schnurnberger, têm um quê de Desperate Housewives e enfrentam - com unhas, dentes e litros de cremes ? a crise da meia-idade.

Passei a semana passada na ante-sala da escolinha, sentada numa poltrona confortável, com esse livro em punhos e doidinha para saber o desenrolar da história de Lucy e Jess, as duas protagonistas. :)

Carla, mais uma vez, muito obrigada!
Esse livro foi o meu grande companheiro e eu vou me lembrar disso para sempre. :)

Bolo de Cenoura com Calda de Ovomaltine

No post anterior eu comentei sobre os confeitos bonitinhos que comprei outro dia, e fiquei de postar a receita do Bolo de Cenoura, que confeitei com as cenourinhas de marzipan, então lá vai:


Bolo de Cenoura com Calda de Ovomaltine

Coloquei no liquidificador:
3 ovos
1 xícara (chá) de óleo de girassol
2 cenouras (mais ou menos 250g) raladas

Bati bem até obter um creme homogêneo e bem amarelinho.
Acrescentei 1 1/2 xícaras (chá) de açúcar e bati mais um pouco.
Num refratário redondo (tipo bowl da batedeira) eu coloquei 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo peneirada e 1 colher (sopa) de fermento em pó e por cima coloquei a mistura do liquidificador e com um fouet (batedor aramado) misturei tudo.
Untei uma forma redonda de 26cm (diâmetro) com manteiga e polvilhei farinha de trigo.

Deitei a massa do bolo na forma e levei ao forno pré-aquecido em temperatura média (180ºC) por cerca de 35 minutos.

Enquanto o bolo assava no forno, fiz a calda de Ovomaltine, usando:
1 colher (sopa) de manteiga
6 colheres (sopa) de Ovomaltine
3 colheres (sopa) de leite
1 colher (sopa) de açúcar

Levei ao fogo, mexendo sempre até engrossar um pouco.

Retirei o bolo do forno e cobri-o ainda quente com a calda de Ovomaltine.
Esperei a calda secar um pouco e confeitei com as cenourinhas de marzipan.

Mandei um pedaço do bolo para D. Joaninha e a minha amiga Paty veio tomar café da tarde conosco.
Nem preciso contar que o bolo não durou nem 2 dias nessa casa, preciso?? :)

Confeitos bonitinhos

12 de mai de 2009

Outro dia fiquei um tempão num supermercado, na prateleira de confeitos, me divertindo. :)
Comprei alguns tipos: cenouras de marzipan (massa de amêndoas), grãos de café (são de chocolate amargo), joaninhas de açúcar (que usei para decorar os pães de mel da Angie), flores coloridas de açúcar, mini corações de chocolate branco e meio amargo, folhas de chocolate branco, flores e coração de chocolate (feitos com moldes vazados) e rosas de chocolate.


As flores coloridas de açúcar eu usei para confeitar o bolo que fiz para comemorar o aniversário da Mariana com a turminha do Spielgruppe (grupo de mamães e crianças de 2 a 3 anos), na sexta dia 08.

Um bolo cor de rosa recheado com Creme de Mascarpone, Morangos e Framboesas. Hummm...

Agora temos 2 momentos de diversão garantida:
1. pegar uma receita e já pensar em qual confeito usar.
2. conseguir tirar uma foto da receita pronta e confeitada ANTES da Mariana comer todos os confeitos! Haha... :)

Na semana passada fiz Bolo de Cenoura com Calda de Ovomaltine e confeitei com as cenourinhas.
No domingo fiz Pudim de Café e confeitei com alguns grãos de café.

Aguardem posts com as receitinhas e fotos. :)


Um e-mail escrito em 19/05/2006

11 de mai de 2009

Eu me lembrava de ter escrito um e-mail contando sobre o nascimento da minha filha.
Procurei por tudo, até que achei-o num fórum que eu participava à época.


A Mariana nasceu!! Que felicidade!!
Ela chegou ao mundo no dia 11/05, às 18h02 com 3540g e 52cm, uma meninona. Super saudável, teve nota Apgar 10 para 5 e 10 segundos.
Eu fui para o hospital na quarta-feira à noite, levada pela querida tia Angie, com contrações leves. Fizemos a medição do batimento cardíaco e das contrações e tb um ultrassom, onde conseguimos ver que a Mariana estava com a cabeça para baixo, mas ainda não estava no canal, ela estava muito para a direita. A médica achou melhor eu voltar pra casa, tentar descansar e caso as contrações se intensificassem era pra eu voltar ao hospital pela manhã.
Bom, eu quase não dormi... passei a noite sentindo dores. Às 5h da manhã me levantei, tomei um banho quente bem demorado, tentei tomar café da manhã mas não consegui. Fomos para o hospital às 6h30. As contrações estavam mais fortes, mas não o suficiente para entrar em trabalho de parto. Eu estava com 2-3 cm de dilatação.
A enfermeira mandou eu caminhar, tomar um café da manhã e voltar depois de 2 horas.
Fomos à cafeteria do hospital e eu mal consegui me sentar, as dores estavam cada vez mais fortes.
Voltamos à sala de controle de contrações e agora as contrações estavam ficando mais regulares. Aí logo em seguida eu tive um sangramento e a enfermeira já começou a me preparar para o parto. Eu estava com 5cm de dilatação nesse momento.
Às 10h30 eu não estava mais suportando as dores das contrações e optamos por eu tomar a anestesia peridural. O anestesista demorou a chegar... eu estava quase virando do avesso de tanta dor! Uiii...
Ele aplicou a anestesia e comecei a me sentir melhor. Ainda sentia as contrações, mas não sentia a intensidade da dor.
Às 13h30, a enfermeira foi verificar a dilatação e a minha bolsa rompeu. Nesse momento eu tinha a dilatação necessária: 10 cm.
Logo veio a médica para verificar se a Mariana já estava encaixada, e ela continuava com a cabeça mais para a direita.
Aguardamos até às 16h30 e nada da Mariana entrar no canal.
Aí não teve outro jeito. Me prepararam para a cesariana.
No caminho para a sala de cirurgia eu fui chorando... eu estava um pouco triste e com medo. Eu queria tanto ter um parto normal...
A Mariana nasceu super rápido. Senti de leve o momento do corte e logo já ouvi o chorinho dela. Foi emocionante!!
A enfermeira colocou-a no colo do Marcos e ele me mostrou a nossa filha. Foi um momento incrível!!
Depois a equipe médica continuou a cirurgia, enquanto o Marcos acompanhou todo o processo de cuidados com a Mariana.
Eu demorei para sair do centro cirúrgico. Eu me lembro que eu tremia muito. Encontrei-me com o Marcos e a Mariana por volta das 20h30. E aí a enfermeira já a colocou no meu colo para eu amamentá-la.
Fomos para o quarto do hospital por volta das 23h. Nessa noite a Mariana dormiu no berçário, pois eu estava esgotada.
No dia seguinte já a levaram logo cedo pra mim e eu fiquei babando!
Ficamos no hospital até terça-feira 16/05 por procedimentos do hospital. Tirei os pontos ontem 18/05.
A minha recuperação está sendo tranquila. Tenho um pouco de dores nas costas apenas.
O Marcos fala que na verdade eu tive parto normal e cesariana.

Essa é a história do nascimento da Mariana!


Há 3 anos atrás eu passava por um dos momentos mais emocionantes que já vivi: o seu nascimento, filha.
E hoje estou aqui, para te dizer que te amo tanto, tanto, tanto que nem tenho palavras para expressar isso.
Que você me faz sentir que sou cada dia mais forte, mais corajosa, mais amorosa e mais feliz.
Obrigada, filha, por tudo o que vc é pra mim!!
Feliz Aniversário!!!

Ser Mãe

9 de mai de 2009

SER MÃE


A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

* * *

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

Dale Hanson, Histórias para aquecer o coração, v. 2, de Jack Canfield e Mark Victor Hansen, ed. Sextante.


FELIZ DIA DAS MÃES !!

Infração à Lei de Trânsito

8 de mai de 2009

Eu nunca levei multa, de nenhum tipo.
Nunca estacionei o carro em fila dupla, nunca estacionei em local proibido, nunca fui pega em radares (tipo Pardal) por excesso de velocidade (nisso meu pai é campeão!).
Eu só bati o carro bem de leve num caminhão, fazendo a curva numa rotatória, porque ele me fechou.
Eu ultrapassei o limite de velocidade numa área que era 40km/h e eu passei a 70km/h segundo o policial, mas eu não tinha me dado conta que estava numa área de 40km/h (uma rua de mão dupla, larga, com quebra-mola no início e algumas chácaras ao redor).
Era um trabalho da empresa que eu prestava serviço junto com a Polícia Civil na Semana de Conscientização sobre o Trânsito (Mari, lembra-se disso?? vc estava comigo no carro!!). E nem preciso dizer que morri de vergonha por isso!
Sempre uso cinto de segurança, nem que seja pra ir à esquina.
Sempre colocamos a Mariana na cadeirinha, mesmo quando vamos para o Brasil, levamos a cadeirinha do carro na bagagem para ela usar também.
Eu tenho a Carteira de Habilitação do Brasil há mais de 10 anos.
Tinha um carro próprio até antes de vir morar na Alemanha e dirigia pelo menos 22km por dia para ir e voltar do trabalho.

M-A-S Eu tenho que confessar aqui: Eu sou uma infratora!!!

Dirigi o nosso carro (como diz a Mariana) por 200km na Autobahn A3 na volta da nossa viagem, mas não tenho carteira de motorista alemã (ainda, aguardem!).
Tenho que dizer que foi uma delícia!
Eu já estava com saudades de dirigir por aqui. As estradas são como tapetes, não há limite de velocidade, mas há trechos em obras onde a velocidade permitida varia de 80 à 120km/hora.

O nosso carro :)


República Tcheca - Ceske Krumlov

7 de mai de 2009

Chegamos em Ceske Krumlov no final de tarde de sexta-feira e adentramos a cidade antiga de carro até o Information Center, para descarregar as bagagens no Hotel Castle View, onde ficamos hospedados.


O hotel é super bem localizado, o atendimento é nota 10 e a maioria dos apartamentos tem uma ótima vista do Castelo, mas é preciso reservar com uma certa antecedência, o que não foi o nosso caso e acabamos ficando com o único quarto disponível, mas sem vista.
Os preços das acomodações também variam.
Nesse pagamos 2000 dinheiros, equivalente à 80 euros (cotação de 1 para 25), com café da manhã excelente.

Olha a cama da Rainha, haha...

A cidade foi construída no século 13 e é toda cortada pelo Rio Vltava.


Em 1992, Ceske Krumlov foi tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Praça Central

A cidade é uma graça e super fotogênica. Qualquer lugar dá uma foto legal, seja de uma das ruazinhas, seja do alto com o Castelo ao fundo.
Não é à toa que tiramos mais de 200 fotos só dela. :)

Um pouco abaixo à esquerda é o Hotel que ficamos hospedados

No sábado marido acordou cedo e saiu para fotografar a cidade, enquanto a Rainha e a Princesa dormiam o sono da beleza, hahaha... :)
É o melhor horário para fotografar: a cidade vazia, nua e crua, silenciosa.


Uma coisa bem típica é esse pão enrolado nesses cilindros e depois assados em forno aberto, girando e girando. Depois de assados o cliente escolhe que cobertura quer: açúcar com canela, nutella, geléia de ameixa...
Os nossos escolhemos o tradicional: açúcar com canela. Deliciosos!!
Eles ficam ocos por dentro, a massa do pão é leve, não é doce e são crocantes e macios ao mesmo tempo. Deu pra entender??

Almoçamos no Restaurante Na Louzi, atendimento nota 5 *, comida nota 10 e o preço muito barato: pedimos 2 pratos de carne com vários acompanhamentos (era muita comida, sobrou dos 2 pratos) e marido bebeu 2 cervejas (1 litro), Mariana bebeu um suco e eu bebi uma Coca Tcheca (com gosto duvidoso) por 15 euros!!!

* sobre atendimento na República Tcheca, estamos chegando a conclusão que é normal eles atenderem um pouco mal, quero dizer, sem muita frescura, no esquema "quer, quer; não quer, não quer".

Mais uma caminhada pela cidade e hora de pegar a estrada novamente, já voltando para a Alemanha. :)


República Tcheca - Ceske Budejovice

5 de mai de 2009

No feriado fomos para a República Tcheca, mas não para Praga.

Marido esteve em Praga em 2001 e depois fomos juntos em 2005, junto com um casal de amigos que agora moram em Viena.
Foi uma viagem deliciosa. Praga é uma cidade encantadora, romântica e onde comemos e bebemos muito e bem, pagando super pouco.

Foto: Castelo de Praga - maio/2005

Marido até brinca que quer voltar lá só pra "encher a cara", hahahaha...

Mas voltando à viagem do feriado de 1º de Maio, dessa vez fomos para outras 2 cidades: Ceske Budejovice e Ceske Krumlov.

Chegamos na sexta na hora do almoço em Ceske Budejovice (cidade famosa pela cerveja que produz) e fomos direto ao RestauranteMasné Krámy, um restaurante típico tcheco, com comida boa (um pouco gorda) e cerveja custando 1 euro por 500ml.
E para falar bem a verdade, a cerveja é mais barata que água. Rá!

Mariana devorando uma espiga de milho na manteiga. Hummm, delícia! :)

Depois seguimos para a praça principal da Cidade Antiga.

A fonte com os Gárgulas e a Torre Negra ao fundo

A igreja (à direita) e a Torre Negra ao centro

Que tal em preto e branco? :)

Depois do curto passeio continuamos a nossa viagem de carro.
Próximo destino: Ceske Krumlov.