Correria, diversão, pequenas viagens e muitas marianices

28 de set de 2008

Meu pai está aqui nos visitando. Ele chegou no sábado passado e ficará por 1 mês aqui conosco.
Por isso a minha ausência e tb a falta de posts.
Estamos viajando com ele aqui por perto e está sendo divertidíssimo.
A Mariana acorda e dorme chamando o "fofô". Briga e brinca com ele o tempo todo.

E abaixo segue um vídeo que fizemos na sexta-feira, onde a Mariana declara a sua opção futebolística. Hohoho...



Volto assim que conseguir, ok. Ainda vou contar sobre Creta/Grécia e de quebra sobre as pequenas viagens com o vovô. :)

Paixonite Aguda

20 de set de 2008


I'm totally in love. Esse produto é o que há!
Tô amando muito mesmo o Aqua Fusion da Lancôme, que é um hidratante com filtro solar FPS 15 e com cor.
É como uma base bem fininha, leve e com um cheirinho delicioso.
Tem em 4 tonalidades. A minha é a 1, a mais clara.
Aqui em Duss ele custa 31,50 euros. No site Strawberrynet e no Beautive custa em torno de 34 dólares e esses sites entregam no Brasil com frete grátis.
Não é um produto barato, mas o custoxbenefício compensa, e muito. Rende que é uma beleza. Um pouquinho só e vc espalha bem pelo rosto.
Fica protegida e com a pele com uma cor por igual.
Testado e aprovado por mim. :)

Grécia - Santorini parte 2

19 de set de 2008

Marídeo acordou cedo e foi fotografar as ruas de Santorini.
Fomos para a Grécia numa ótima época do ano. Já não estava tão quente e nem tão lotado de turistas quanto em julho/agosto.
A única coisa chata em Santorini é que eles alugam Tetraciclo (aquelas motos com 4 rodas - 2 na frente e 2 atrás) e a ilha fica cheia daquelas coisinhas que atrapalham moooito o trânsito, pq tomam vaga de carro, fazem um barulho enorme e muita gente nem sabe dirigir direito aquilo e pegam a estrada de um lado da ilha para o outro. O aluguel daquilo custa 15 euros por dia. Com um pouquinho mais dá pra alugar um carro.
Well, voltando... chega de rabugentice minha... haha...

Marídeo conseguiu registrar em fotos a beleza do lugar em si, com algumas pessoas nativas no seu dia-a-dia.

Amanhecer em Oia/Santorini

Um Senhor caminhando pela ruazinha

Tomamos o nosso café da manhã VIP novamente, pegamos o jipe (pq aquilo lá não é carro, haha) e fomos para Thira. Fomos ao Museu e depois passeamos um pouco pelas ruazinhas de Thira.
Resolvemos ir até Kamari e almoçar por lá.


Kamari Beach e o avião sobrevoando...

Após o almoço, uma breve caminhada pelo calçadão em Kamari (que é uma praia um pouco mais pra urbana) e pegamos a estrada de volta ao hotel.
Hora de ir para o aeroporto, tomar o rumo à terceira parte dessa incrível viagem - Ilha de Creta.

Só que chegamos ao minúsculo aeroporto com 2h de antecedência, pq teríamos que devolver o carro tb e como era longe do hotel a gente calculou um tempo a mais, caso nos perdessemos e etc e tal.
Na hora de devolver o carro, descarregamos as bagagens em frente à porta de entrada para embarque e marídeo foi levar o carro ao estacionamento. Ele foi dar uma geral no carro, conferir se não tinhamos esquecido nada e nisso ele perdeu a chave do carro.
Ele começou a demorar pra voltar e eu comecei a ficar preocupada.
Lá vem ele, com cara de interrogação... fui eu lá no carro pra procurar a chave. E depois de uns 5 minutos procurando pra todo lado, me deu um "plim" de olhar em cima do carro e a danada da chave estava lá. Hahaha... pronto, resolvido!

Bom, chegando muito cedo ao aeroporto não dá nem pra adentrar o salão para check in. Tivemos que aguardar no salão de desembarque por 1 hora.

O equipamento de Raio-X e segurança ficam na entrada do saguão de embarque. Estranho né?!
Bom, check in feito, malas despachadas, uma muvuca danada de gente pra todo lado.

O nosso vôo não tinha assento marcado e era uma aeronave pequena, com 3 assentos por fileira no modo 1 de um lado e 2 do outro lado do minúsculo corredor.
Ninguém me deixou passar a frente na hora de entrar no avião, então não tinha assento para eu e a filhota juntas (Mariana já paga passagem e portanto tem assento). Tudo bem de marídeo não se sentar junto, nem na mesma fileira após corredor, mas eu precisava de 2 bancos juntos de qq maneira né.
Pedi auxílio à comissária de bordo, que gentilmente pediu para um senhor trocar de assento, mas ele não trocou! Afff... que raiva. E eu com a Mariana (13,5kg) no colo. Após uns 5 minutos de bate boca, uma mulher trocou de assento e liberou os assentos para nós. Ufa... Marídeo foi sentar-se bem mais pra trás.

Apesar de ser um teco-teco, o vôo foi tranquilo e chegamos bem em Heraklion/Creta.
Pegamos o nosso mini-carro (era pequeno mesmo) e fomos para o Hotel. Foi até fácil encontrar o nosso hotel, ufa!

Descarregamos as coisas, família de banho tomado, fomos comer num restaurante próximo ao hotel só pra matar a fome mesmo... nada de especial.

Amanhã tem mais Creta... a Saga! :)


Grécia - Santorini

18 de set de 2008

Os dias 4 e 5 se passaram em Santorini, uma ilha belíssima, considerada por muitos a mais espetacular das ilhas gregas.
Agora com o guia Lonely Planet (Greek Islands) em punho, lá fomos nós.

Fomos de barco de Athenas para Santorini. Não é um trecho curto, são 5h de duração, num barco rápido. Houve um atraso enorme até o barco atracar no porto.
Depois teve o episódio que eu contei aqui.
Só digo uma coisa: Barco novamente, tô fora! Não adianta nem ser na primeira classe, barco rápido, barco devagar, ou o quer que seja.

Bom, chegamos no Porto de Thira (ou Fira), na Ilha de Santorini e a aventura começou.
Alugamos um carro (antes da viagem) de uma Locadora local, um jipe pra ser precisa.
Já passava das 23h00, pegamos o carro, mala no minúsculo porta-malas, carrinho da Mariana e mochila de fotografia no banco da frente, filhota e eu no banco de trás, marídeo ao volante.
Só aí que marídeo me conta que nosso hotel fica em outra cidade, uns 40 minutos de viagem.
E lá vamos nós, curvas pra cá e pra lá no absoluto escuro, num lugar desconhecido onde as placas estavam em grande maioria escritas SÓ em grego.

Não sei como, mas não nos perdemos. Chegamos à uma praça em Oia (Norte da Ilha), conforme o dono do Hotel havia nos explicado. Marídeo desceu, andou 30 passos e já encontrou o nosso hotel.

Gente, o Hotel/Pousada foi um plus a mais. Um lugar super calmo, tranquilo, com atendimento excelente. O dono do Hotel Oia's Sunset e sua família fizeram de tudo para nos sentirmos bem, em casa.
Eles nos receberam, nos levaram até o nosso quarto, que era na verdade um mini apartamento, com sacada de frente para a piscina, sala (que foi onde a Mariana dormiu), cozinha c/ frigobar disponível para utilizarmos, um quarto de casal e banheiro. E depois nos deu dicas de onde poderíamos comer aquela hora, já que passava um pouco da meia-noite.

Subimos a rua, dobramos à esquerda e logo encontramos o Café sugerido.
Detalhe: a gente já sabia que TUDO em Santorini é mais caro.
Foi um dos momentos Mastercard da viagem:
Suco de Laranja espremida na hora - 4 euros
Misto quente - 4 euros
Sentar na sacada do Café, com vista pra Caldera, ter melhorado do enjôo e com a filhota rindo feliz da vida - Não tem preço!!

Fomos dormir, pq os 2 dias em Santorini seriam cheios! Delícia! :)
Ah! Foram as melhores noites dormidas dessa viagem. Agora teremos sempre que alugar aptos nesse esquema, com "quarto" separado para a filhota, pq ela se mexe muito, resmunga, fala dormindo e marídeo e eu temos sono leve, então fica difícil não acordar.

********
Café da manhã personalizado devidamente tomado na sacada do nosso quarto. Tô dizendo que o negócio foi VIP. :)
Pé na estrada...

Não me lembro a sequência exata, mas nesse dia visitamos (só olhamos e tiramos fotos) de várias praias ao sul da Ilha, mas a que mais nos chamou atenção foi a Praia Vermelha (Red Beach), pela combinação: paredão imenso na cor vermelho telha, a água azul turquesa, as pedras, as pessoas minúsculas diante desse visual todo.
A foto não ficou das melhores, devido ao horário, mas a imagem que está na minha cabeça é uma coisa de louco de tão linda.

Red Beach

Tb passeamos pelas ruazinhas de Fira e almoçamos por lá, no Restaurante Stani (com vista pra Caldera), indicado pelo guia.
A gente geralmente tem obtido sucesso com as dicas do guia.
Como formiga que sou, só me lembro da sobremesa, que foi Baklava com sorvete. Delícia! :)

Caldera vista do Restaurante

Rodamos boa parte da Ilha e voltamos ao hotel, para tomar um banho e nos aprontarmos para o espetáculo maior do dia: O Pôr do Sol.

Vem muita gente da Ilha toda para assistir o Pôr do Sol em Oia. Fica tudo muito cheio e insuportável.

MA-AS uma super dica do dono do nosso hotel: ir ver o pôr do sol num bar que fica afastado da muvuca, um lugar agradável, onde poderíamos ficar sentados confortáveis, bebericando algo, a filhota poderia correr livre e teríamos fotos incríveis. Na rua principal, virar à direita, caminhar até após os 2 moinhos e então acharíamos o lugar.
E ao final ele ainda disse: "Não se esqueçam de levar uma jaquetinha para a Mariana, pois ao entardecer costuma ventar muito".
Gente, o homem é o máximo! :)

Pôr do Sol em Oia/Santorini

A muvuca de gente


Foi nesse Bar/Lounge que eu comi um Souflê de Chocolate dos Deuses Gregos e Romanos todos. Delícia divina! Mas não temos foto.

E abaixo, a cidade ao cair da noite...

Oia/Santorini ao anoitecer

Jantamos no restaurante Skalla. As massas e o vinho aprovadíssimos!

Amanhã tem mais Santorini e a ida à Creta, a terceira e última parte da nossa viagem à Grécia. :)

Obs.: É só clicar na foto que ela aparecerá aumentada.

Grécia - Dia 3 Athenas

17 de set de 2008

Eu devia ter levado um caderno para anotar tudo, tim-tim por tim-tim, pq eu já me esqueci de muita coisa. E tb eu ando sem tempo para escrever os posts como eu gostaria, daí com as anotações seria bem mais fácil. Lição aprendida para a próxima viagem. :)

No dia 2 ainda, me esqueci de falar sobre o New Acropolis Museum, que é um Museu que eles idealizaram para as Olímpiadas de 2004, mas que ainda não está pronto.

Passamos por lá. O Museu será realmente muito interessante, com o piso todo de vidro que possibilita ver as escavações em baixo e com vista para o Parthenon. O intuito maior é conseguir reaver as obras que estão no British Museum em Londres, mas pelo jeito isso será uma briga longa.

Novo Museu da Acrópole

Ahhh, o ticket para entrar na Acrópole custa 12 euros e dá direito a entrada em: Teatro de Dionísio, Ágora Antiga, Ágora Romana, Keramikos e Templo de Zeus.

Bom, dia 3 foi o domingo. Logo após o café da manhã, fizemos o checkout e deixamos as malas no hotel para buscarmos mais tarde.
Tomamos o metrô em direção à Ágora Antiga. Passamos novamente pela Biblioteca de Adriano, que fica rodeada por lojinhas de souvenirs.
Entrei numa delas e comprei um copinho para a minha coleção. Foi um dos lugares mais baratos até hj, paguei apenas 1 euro (geralmente custam em torno de 2,50 euros).

Dali partimos para a Ágora, onde a filhota aproveitou para correr livre, leve e solta.

Filhota na Ágora Antiga

A Ágora Antiga era um mercado, fundado no século 6 antes de Cristo (AC), não só um centro de compras, mas tb tudo relacionado com vida pública, artes, política, comércio e religião.

Marídeo ainda subiu no Templo de Ephastus para tirar algumas fotos.

Templo de Ephastus

Seguimos o passeio, passando por Adrianou, rua charmosinha famosa por seus Cafés. Andamos rumo ao Cemitério Keramikos, que tem um pequeno Museu.

O tempo voltou a fechar, então resolvemos pegar o metrô e ir em direção ao o Museu Arqueológico. A idéia era achar algum restaurante por lá e fazer a visitação ao museu em seguida.

Só que a chuva chegou antes do nosso plano se concretizar. E pra piorar nós erramos o mapa e fomos para o lado contrário. E a chuva começou a aumentar. Foi um quiprocó. Ainda bem que a capa do carrinho da Mariana está sempre no carrinho, então ela ficou protegida.
Arriscamos pegar um ônibus que estava passando e descemos bem próximo ao Museu. Paramos num fast food para comer, relaxar um pouco e nos secar.
A Mariana acabou dormindo logo que a chuva começou, então não teve estresse por parte dela. A única coisa é que ela ficou sem almoço, mas eu tinha um pacote de bolachas, uma caixinha de suco e uma maçã na bolsa. :)

Fomos para o Museu. O ticket custa 7 euros.
O Museu Arqueológico é enorme. O nosso guia Time Out diz que é um dos Museus com a maior coleção do mundo.
O melhor jeito de visitá-lo é por ordem cronológica.
Não vou detalhar o Museu, pq vai ficar um post enorme.
Uma curiosidade é que as estátuas de bronze eram derretidas para a fabricação de armas. Só que algumas estátuas foram encontradas num navio náufrago a pouquíssimo tempo atrás e entre elas está uma que eles não sabem se é Zeus ou Poseidon, pq faltava uma peça na mão para assegurar quem é a figura, o raio ou o tridente, respectivamente.
Depois disso vimos tantos jarros, vasos e outros ornamentos e meu nível de concentração foi embora.
Marídeo ainda terminou de visitar o piso térreo e o piso superior.

Encerrando a visita ao Museu, fomos em direção à Plaka, marídeo foi ver o Teatro de Dionísio e eu fiquei com a filhota brincando pelo calçadão.

Teatro de Dionísio

Qdo ele voltou, Mariana olhou pra ele e disse:
"Pai, vem, vem... péga o qual" - esse "péga o qual" é uma das frases dela mais sem sentido para quem ouve de fora. É que qdo ela queria algo, eu perguntava: "Qual, filha?". E daí ela associou que "o qual" era algo que ela queria.
Bom, sei que ela arrastou o pai até o freezer de sorvetes da Kib*n grega e saiu de lá com um C*rnetto, hahaha...
É minha filha mesmo! :)

Dali marídeo ainda queria ir ao Templo de Zeus e tirar fotos do Arco de Adriano, mas o nosso relógio já não permitia, então voltamos ao hotel, trocamos de roupa e fomos de táxi para o Porto, para seguirmos para o segundo destino da nossa viagem, a Ilha de Santorini.

48 horas em Athenas foram suficientes para nós. Talvez voltaremos lá, para visitar o Novo Museu da Acrópole e o Templo de Zeus.

Aguardem fotos incríveis nos próximos capítulos! :)

Grécia - Dia 2 Athenas

16 de set de 2008

O dia 2 foi o sábado.

Acordamos cedo, tomamos café e pé na rua.
Fomos à pé do hotel até o "calçadão", que é o ponto de entrada para a subida até a Acrópole.
Às 9h da manhã e o sol já estava rachando. Tiramos algumas fotos e resolvemos conhecer a cidade e depois, ao entardecer, ficou combinado de subirmos até a Acrópole.

Acrópole - Parthenon à direita

Uma curiosidade: a rua que dá acesso à Acrópole era uma rua normal até as Olímpiadas de 2004, passavam muitos carros por lá. Imagina a muvuca que era!
Só então para o Evento que resolveram transformá-la num calçadão.

Voltando ao passeio... Passeamos pela cidade antiga.

Uma ruazinha de Athenas

A cidade toda cheia de ruínas e histórias interessantíssimas. Marídeo vai lendo o guia e contan
do para mim e para a filhota. Delícia.

Fóro Romano

Biblioteca de Adriano

Fomos caminhando até o coração da cidade, que estava cheia de gente local e turistas.
Aí eu vi uma loja e tive que entrar. Hahaha...

Saí de lá com uma sacolinha, toda feliz. :)

E no final da rua, essa mini igreja charmosinha.

Pocket-sized Kapinikarea Church

Almoçamos um fast-food, tomamos o metrô e fomos até o Hotel, dar uma relaxada e nos prepararmos para a Subida até a Acrópole.
...

E lá fomos nós até a Acrópole. Subimos empurrando o carrinho da filhota até a entrada, deixamos no guarda-volumes e encaramos o resto com ela nos braços. Não há elevadores, portanto disposição e fé são importantes para a subida com uma criança pequena no colo.
Aliás, há um elevador permitido para cadeirantes, mas marídeo viu depois e achou melhor a gente ter subido à pé mesmo, pq era assustador! Glup... :S

A vista lá de cima é uma cousa.

Selva Urbana

Na foto acima da pra ver um prédio ao centro, com colunas. É a Ágora Antiga, que eu vou contar no dia 3. :)

Vimos o Parthenon, todo imponente. Eu me lembrava do "retângulo de Ouro", das fórmulas de Pitágoras e do desenho do "Pato Donald no País da Matemágica", que fala muito sobre a Grécia antiga e principalmente sobre a perfeição do Parthenon, como tudo é matematicamente calculado. Impressionante mesmo!

Parthenon

E vimos também a ruína do "Erechtheum" com as Cariátides.
Segundo a Angie, essa foto ficou poética. :)

As Cariátides, nas ruínas do Erechtheum

Vimos o Pôr do Sol de lá. Nem preciso dizer que foi lindo, preciso? :)

Descemos e o tempo começou a fechar... uma chuva se aproximava.
Tínhamos a opção de ir para o hotel e jantarmos por lá OU descer uma ruazinha paralela à Acrópole e jantarmos num dos Cafés indicados pelo guia.
E como quem tá na chuva é pra se molhar mesmo, resolvemos ficar com a segunda opção. Foi o tempo certinho de chegarmos ao Café e a chuva começou a cair.
Foi ótimo para dar uma refrescada!
O Café tinha uma vista incrível para a Acrópole.

Eu já não me lembro o que eu jantei, só sei que o pão era delicioso e que eu comi Baklava de sobremesa.
A noite caiu e as luzes da Acrópole foram acesas aos poucos. Incrível! Fechamos o dia com chave de ouro! :)
Acrópole iluminada

Aguardem... tem muito mais! :)

Grécia - Dia 1

15 de set de 2008

Já disse que a viagem foi fantástica, mas precisava vir aqui contar alguns detalhes e mostrar algumas fotos.
O dia 1 foi a sexta-feira. Chegamos ao aeroporto em Athenas e tínhamos 2 opções para chegar ao nosso hotel, em Plaka: transporte público, que demoraria em média 1h e custa 11 euros/pessoa ou táxi, que demoraria 40min e o preço por volta de 30 euros.
Optamos pelo táxi, pq estávamos cansados, a Mariana estava cansadinha tb e se tomássemos o transporte público teríamos que fazer uma conexão de ônibus-metrô, com uma mala grande, carrinho de bebê, mala de fotografia e mais a minha bolsa (que estava pesada) e andar umas 2 quadras (que depois descobrimos que era uma leve subida). Fizemos a decisão acertada! Ufa.

Fomos caminhar pelo bairro Plaka, que é um bairro super turístico, cheio de lojinhas de souvenirs, com alguns cafés charmosos e super movimentada. Deu pra sentir a "vibe" do lugar.
Jantamos num local indicado pelo nosso guia Time Out.
A comida é um pouco exótica para mim: Cozido de Coxa de Cordeiro com Macarrão.
Nem sei explicar direito e não tiramos foto. Não era ruim, o gosto é forte, mas não é um prato que eu comeria novamente.
O garçom traz o prato e vira-o numa cumbuca na frente do cliente. Um show à parte. :)
O macarrão é mais ou menos no formato do arroz arbóreo, só que 3x maior. Se fosse arroz eu teria gostado mais, pq eu comia o macarrão e me decepcionava com o gosto, pq eu mentalizava arroz. Entende? Uma viagem minha, ahaha... Mas o prato é super bem servido.

De lá do restaurante, fomos dar uma volta para ajudar a nossa digestão. Passamos pelo Templo de Zeus, lindo todo iluminado.

Hora de dormir, descansar o corpo que tem mais Grécia pro dia seguinte. :)

Da Série "Coisinhas de Mulher" - Manicure

13 de set de 2008

Eu adoro ter as unhas bem feitas, esmaltadas, cutícula sempre em dia.
Eu me viro super bem sendo a minha própria manicure. Tiro bem a cutícula, esmalto bem, inclusive esmalte escuro fica lindo.
Acontece que alicate perde o fio e aqui na Alemanha eu ainda não achei ninguém que amole os meus.
Daí eu recorro à manicure. Costumo fazer a cada 15 dias com a moça e entre esse período eu mesma cuido da minha unha, até porque com filha pequena é difícil eu ter tempo para ir ao salão sempre.
A manicure que me atende ficou alguns meses no Brasil e eu senti muito a falta dela.

Eu não arrisquei uma manicure alemã, pq pela experiência de uma amiga minha eu ficaria realmente frustrada. Elas além de não tirar a cutícula, só pintam o meio da unha. Um horror!
E tem alguns lugares que até fazem a unha bem certinho, mas o preço é abusivo, coisa de 100 euros.
Eu sou bem básica. A manicure já sabe. Sempre passo o Renda (da Risqué) e algumas vezes pinto de escuro, para dar uma fortalecida nas unhas.
Como prendi o dedo na porta do hotel lá em Heraklion/Creta (Grécia) e manchou um pouco a unha de roxo, resolvi pintar de escuro.
E como a minha amiga querida Tati Perolada diz: "Fruta é bom". Então pintei com a cor Uva (da Risqué).
Ficou assim:

Tô P da Vida!

12 de set de 2008

Arrrrghhh... juro que se eu pudesse eu soltaria um grito bem alto, agora, 00h22. pra poder extravazar a raiva que eu tô sentindo.
O "Atendimento ao Cliente" dos Bancos, especificamente do Banco do Brasil, tem deixado muito a desejar. São tantas senhas, tanta segurança, que nós nem conseguimos acessar a própria conta.
Olha o que aconteceu... marídeo comprou um novo HD para o computador que eu uso em casa e com isso eu perdi o Cadastramento do meu computador no site do BB.
Tentei fazer um novo cadastramento através do Atendimento via telefone, já que estou fora do Brasil. Foram 6 tentativas até que consegui falar com uma atendente.
Só não conseguimos progredir no atendimento pq ela precisava do número do meu cartão e eu não tinha em mãos (está no Brasil, com meu pai).
Daí liguei pro meu pai, peguei o número e liguei novamente ao BB. Foram 4 tentativas, totalizando 10 ligações e 1h22 minutos do meu precioso tempo.
E me pergunte se ficou resolvido. NÃOOO. Acredita nisso?
Quando estava quase nos finalmente, a ligação era transferida para o atendente e nisso a ligação caia.
Ai que óóódeeeeooo!
E eu preciso muito, urgentemente, cadastrar esse computador para poder fazer umas movimentações.
Vou dormir e volto a tentar amanhã novamente. Dedos cruzados, por favor!

*** Update: CONSEGUI!!! Graças a uma santa e abençoada atendente, que estava com muita vontade de me atender. Deus é Pai!! Ufa.
Tentei uma vez, fui transferida para a URA (aquela voz de gravação) e quando seria atendida pela pessoa mesmo a ligação caiu.
Daí na segunda vez eu já fui falando que estou na Alemanha, que tentei ontem 10x e não obtive sucesso, que eu precisava urgentemente resolver isso.
A atendente foi super solicita, me avisou que o atendimento era das 22h às 7h, e era 7h14, mas que ela ia tentar fazer pra mim. Me pediu para aguardar um momento, pediu desculpas pela demora, confirmou alguns dados (o que eu achei tranquilo, já que é preciso confirmar mesmo se EU sou EU) e finalizou com sucesso.
Agradeci imensamente a atenção e atendimento dela.
Ahhh se existissem mais pessoas assim, com vontade de trabalhar...

De volta ao País do Bratwurst

11 de set de 2008

Estamos de volta.
As férias na Grécia foram maravilhosas, delícia pura. O roteiro foi perfeito, os dias estavam lindos, filhota se divertiu moooito, marídeo viu as Ruínas que ele tanto queria, eu provei comidinhas deliciosas, passeamos por praias lindíssimas, fiz comprinhas na Sephora e até peguei um bronzeado de leve, sem ficar vermelha e sem descascar. :)

As 2 únicas coisas chatas que aconteceram foram:
1. Eu quase me virei do avesso de tanto vomitar, pq fomos de barco de Athenas para Santorini - mais ou menos 5h de viagem. Foi horrível. O barco era rápido, o mar estava bravo (com muitas ondas) e apesar de termos ido na Classe Executiva, que tinha ar-condicionado, poltronas confortáveis e estava praticamente vazia, e eu ter tomado remedinhos para enjôo já precavendo o fiasco, o barco chacoalhou tanto que não deu pra mim. Foi um horror! Uiii...
Mariana assistiu filminhos no meu IPhone e quando se cansou, dormiu feito anjo.
Definitivamente ela é minha heroína!! :)

2. No Hotel em Heraklion (em Creta), eu prendi o meu dedo indicador da mão direita na porta de entrada do hotel. Quase desmaiei de dor. Afff... a unha dói até agora. Ficou com uma manchinha roxa na unha e com marca de sangue prensado no dedo.

O roteiro foi o seguinte:
Sexta 29 - chegada em Athenas às 17h.
Sábado 30 - Athenas.
Domingo 31 - Athenas até 17h.
Segunda 1 - Santorini
Terça 2 - Santorini
Quarta 3 - Creta / Heraklion pela manhã e rumo ao nosso hotel em Stavros.
Quinta 4- Stavros (ficamos na praia do nosso hotel).
Sexta 5 - Elafonisi - uma das praias mais maravilhosas que já vi na vida!
Sábado 6 - Praia do nosso hotel.
Domingo 7 - Falasarna - outra praia maravilhosa.
Segunda 8 - Heraklion - Palácio do Rei Minos e Labirinto do Minotauro e volta pra casa.

Vou escrever posts contando de cada lugar... agora termino esse post, pq tem uma menininha linda, bronzeada de sol, grudada em mim. Vou aproveitar o dia de sol que tá fazendo aqui em Duss e vou passear com ela. :)